Aquele que procura a verdade corre o risco de a encontrar
Segunda-feira, 30 de Agosto de 2004
Verdades, meias verdades ou mentiras !!

Tenho um jogo que gostaria de jogar convosco. E se eu desconstruísse as vossas personalidades? Se me limitasse a repetir mentiras aos vossos ouvidos de tal forma que elas se tornassem as vossas verdades?


Tem consciência de que há verdades diferentes para cada um de nós, não tem, que cada ser tem o seu próprio universo e individualismo, que o azul que eu vejo é diferente do que os outros vêm e que o sabor de canela é distinto para cada um de nós? E se eu vos repetisse mentiras de forma constante, de forma séria e abnegada, até que acreditasses serem essas palavras a mais pura das verdades? Ficariam impávidos e serenos à espera que tudo voltasse ao normal e que a mentira se desvanecesse no éter, ou adoptariam um novo estilo de vida e tentariam adaptar se à nova realidade, mesmo sendo discordante dela?


Pois bem, o facto é que os políticos que tem governado Alenquer, nos últimos trinta anos, tem verdades muito próprias.


O facto é que ao repetirem sistematicamente as mesma mentiras, eles próprios acreditam que estão perante uma verdade, basta para isso visitar o site da Câmara d e Alenquer , e ler a nota introdutória, "Alenquer está ligada à modernidade, ao desenvolvimento e ao progresso.", nada poderia ser mais mentira, no entanto os nossos responsáveis acreditam piamente nesta máxima.


O desenvolvimento de Alenquer , é, a falta de controle e fiscalização da actividade das pedreiras e da construção civil, é, o crescimento de áreas urbanas de dimensão considerável sem que exista planeamento e preocupação com a qualidade de vida dos seus habitantes. O facto de que em 2002, apenas 64% dos munícipes alenquerenses dispunham de água canalizada. Sem dúvida um mau indicador de desenvolvimento!


E progresso, é termos instalações industriais a paredes meias com habitações, sem espaços verdes e torres habitacionais com bombas de gasolina a porta, é a falta de saneamento básico em mais de 25% da população.


Modernidade é esperar longas horas para ser atendido nos serviços camarários, ou será a não existência de uma postura que regulamente convenientemente o transito das duas principais vilas do nosso concelho. É termos um polo empresarial ao abandono e sem solução, meus senhores, não gozem com a cara de quem vos paga os ordenados, tenham mais respeito pela população de Alenquer.


É importante que a população de Alenquer não acredite em mais mentiras e que acorde de uma vez por todas .



publicado por Carlos José Ferreira às 18:45
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

...

Alenquer sera a primeira...

Via de Cintura de Alenque...

Desperdício de Agua em Al...

Obras sem dono, em Alenqu...

DEM, Dispositivo electrón...

Obra de Santa Engrácia In...

Eleições autárquicas inte...

Eleições em Alenquer

Em terra de cegos quem te...

arquivos

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Dezembro 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds