Aquele que procura a verdade corre o risco de a encontrar
Terça-feira, 10 de Agosto de 2004
Lutar por Alenquer com uma oposição credível
Diapositivo1.GIF Sou particularmente crítico à actuação do actual executivo Camarário, pois nada se fez durante as décadas de poder rosa. No entanto, obviamente, não acredito que tudo seja mau e não critico qualquer coisa que aconteça apenas para arranjar polémica, ou para dizer mal dos socialistas. Serve este início de crónica para explicar que não percebo a causa da polémica que se arranjou em redor da concessão das aguas de Alenquer a um a empresa privada, talvez se o processo tivesse sido conduzido com clareza e com o total conhecimento dos Alenquerenses, com sessões de esclarecimento, não existiria Lugar a polemicas e a boatos. Passaram mais de trinta anos desde que os socialista e Álvaro Pedro se sentaram na cadeira do poder em Alenquer e ainda não aprenderam a governar em democracia. Há já trinta anos que o povo português vive livre, embora me pareça que ainda não percebe muito bem o que isso é, em especial os autarcas de Alenquer, que continuam a pretender calar quem não esta de acordo com os mesmo, com ameaças e processos judiciais infundados. É que liberdade não é apenas poder fazer aquilo que se quer, é também ter consciência cívica e uma actividade actuante junto da sociedade, para isso é necessário que exista uma participação mais activa de todos os sectores da sociedade, quer dos políticos eleitos quer da oposição e em especial em Alenquer a oposição não pode querer aparecer meia dúzia de dias antes das eleições e pedir que confiem, neles e no que pensão e no que pretendem fazer, este é um trabalho que deve ser feito todos os dias do ano, junto da população de forma a trazer a mesma para vida activa de Alenquer, trazer os alenquerenses para a discussão dos problemas que afectam a vida de todos nós, nas Assembleias de Câmara e de Freguesia. Viver numa democracia livre e plural é bem diferente da atitude passiva que toma conta dos portugueses e dos alenquerenses em especial, o nacional porreirismo, o sentar-se no café a criticar tudo o que existe, mas depois ir para casa dormir, em vez de actuar para mudar as coisas; criticar o facto dos futebolistas ganharem muito dinheiro e depois ir para casa ver a Sport TV e consumir tudo o que diz respeito a futebol; criticar a falta de produtividade do País e fazer ponte para aproveitar um feriado numa quinta-feira, criticar os automobilistas inconscientes que andam na estrada e, depois, andar em excesso de velocidade com ultrapassagens perigosas, etc, etc., isto não é democracia. Há que se envolverem e pedirem satisfações e responsabilidade em quem votaram . publicado no JA em Julho 2004


publicado por Carlos José Ferreira às 14:59
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

...

Alenquer sera a primeira...

Via de Cintura de Alenque...

Desperdício de Agua em Al...

Obras sem dono, em Alenqu...

DEM, Dispositivo electrón...

Obra de Santa Engrácia In...

Eleições autárquicas inte...

Eleições em Alenquer

Em terra de cegos quem te...

arquivos

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Dezembro 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

links
blogs SAPO
subscrever feeds